quarta-feira, março 26, 2008

Num país de burros...

Impacto de 450 milhões a 500 milhões de euros... Se andarem a fazer as contas como fazem em relação ao decréscimo da taxa de IVA deve dar um buraco do caraças...

Burro-mor: pseudo-Eng. "Face a estes resultados, o governo decidiu baixar o IVA em 1%. A taxa normal do IVA baixa assim de 21% para 20%." Ninguém ensina a esta gente que uma descida de 21% para 20% representa uma descida de 4,76% ou de 1 ponto percentual?

Em segundo lugar vêm os burros da TV. Em todas se faz o mesmo erro! SIC, TVI, RTP... E na RTP ouvi a única pessoa até ao momento a não mandar esta bacorada: o ministro das Finanças. Depois do José Rodrigues dos Santos mandar a burrice do costume, o ministro corrige. Mas do outro lado a parvoíce continua...

Depois fui ouvir as reacções da oposição. Luís Filipe Menezes não acerta nem falha (não fala nas percentagens). Quem falou, por parte do PCP, não se engana (penso que foi o Honório Novo - parabéns aos Engenheiros Electrotécnicos!!!). Do Bloco de Esquerda a maior desilusão. Não por ser o BE, mas por ser um economista a falar: a descida do IVA não vai influenciar os preços, o que implica um aumento dos lucros das empresas de 1%. O senhor não sabe fazer as contas...

Não discuto que os preços não variem (até acho que tem razão). O problema é o... 1%! Façamos umas contas... Um produto que custe 50€. Sem IVA custa 41,32€, o que corresponde a um IVA de 8,68€. Vamos assumir que a empresa aplica o imposto sobre os 41,32€. O preço final fica em 49,58€. Uma diferença de 42 cêntimos (e não 50 cêntimos como diz a RTP...). Ou seja, o preço, neste caso, desceria 0,84%. Mas vamos aos lucros... Suponhamos que a empresa tem uma margem de lucro de 50%. Ou seja, o custo efectivo do produto é de 20,66. O lucro da empresa era de 20,66. Se continuar a vender o produto a 50€, com IVA a 20%, o valor do produto antes do IVA será de 41,66. O "lucro" seria 21€. Ou seja, um aumento de 1,65%...

Podem parecer contas difíceis, contas estranhas... 0,84% não fica muito longe de 1%; 1,65% também não... Mas, por favor, não digam que o IVA desceu 1%... (se quiserem eu fico com o que sobrar...).

Post Scriptum: acabo de ouvir o Economista da RTP2 (Camilo Lourenço) a acertar... Uff! Já pensava que o problema era meu!

5 comentários:

cutchie disse...

Como te compreendo...

À falta de ouvir o Camilo, tive mais sorte do que tu:
No início do Jornal 2, a "patroa" deu-me a "novidade" (pensando que eu ainda não soubesse). Ao ouvi-la falar em p.p.'s fui ter com ela e dei-lhe um beijo.

E tu? O que fizeste ao Camilo?

Dogus disse...

Respirei de alívio quando o ouvi...

Eng. ERASER disse...

erro do costume.... normal ouvir tais alarvidades em televisõs, rádios e jornais!!!

O Sr. Pseudo até percebo... as unicas contas que teve de fazer na vida foram as contas ao quanto tinha de gastar para comprar o seu cursinho, portanto não sabe calcular percentagens!!!

Parece que os que são mesmo engenehiros se safam com tais contas, uma coisa normalissima para quem tirou mesmo o curso e para tal teve de fazer muita continha!!!

Ouvir economistas a dizer essas coisas é que já me surpreende mais...

Pai disse...

É assim mesmo Senhores Economistas e Engenheiro. Cá o TOC também tem feito pos aí umas "pregações" acerca disto, cada vez que me chateiam com questões destas.
Mas como há as manias das informações e das corridas aos 5 minutos de fama, vão-se ouvindo disparates.
Disparates como os da questão da gaiata do Porto. Tanto barulho feito por tanta pessoa com responsabilidade, algumas que branqueatam a atitude do Scolari e que qualquer dia vai levar mais uma condecoração...

Dogus disse...

10 minutos de debate e já o burro-mor volta a dizer asneiras: reduziram o défice em 3,5%...

ATÉ AQUI HÁ FALTA DE INTELIGÊNCIA!!! De 6,1% para 2,6%, o défice baixou... 57,4%!!!

Desde o chefe do Plano Tecnológico ao PM, estamos mesmo num país de burros...

Vou mudar de canal!